MODELO DE NEGÓCIO INOVADOR: A EMPRESA NETFLIX

Fabrízio Meller-da-Silva, Pâmela de Oliveira Marciano

Resumo


Explorou-se os conceitos existentes na literatura acerca da criação de valor e do termo modelo de negócio, demonstrando a ferramenta Business Model Canvas, com o objetivo de descrever o modelo de negócio inovador da Netflix. Para isso, identificou-se como e com que elementos a empresa faz negócios e como ela cria valor aos seus clientes. Trata-se de investigação qualitativa descritiva operacionalizada pela técnica de análise documental de registros primários - como reportagens, websites de revistas propagandas e notícias em geral - e secundários, como publicações científicas. Concluiu-se que a estrutura do negócio da Netflix está fundamentada no padrão de modelo de negócio inovador intitulado Cauda Longa. Esse estudo contribuiu para expor de maneira simplificada a complexidade estrutural de uma reconhecida empresa de sucesso, pois dispõe de um design de negócio inovador que altera o modo convencional de entender as organizações.

Palavras-chave: Modelo de negócio; Gestão da inovação; Modelo de Negócio Canvas; Netflix; Cauda Longa.


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, P. Netflix Brasil confirma aumento na mensalidade ainda sem data definida. Techtudo, 2014. Disponível em: . Acesso em: 13 set 2016.

AMARAL, B. Netflix chega ao Brasil; confira o review. Techtudo, 2011. Disponível em: . Acesso em: 20 dez 2016.

ANDERSON, Chris. A Cauda Longa: A nova dinâmica de marketing e vendas: como lucrar com a fragmentação dos mercados. Tradução Afonso Celso da Cunha Serra. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

AROUCA, M. Netflix fecha acordo milionário para exibir The Blacklist. Série maníacos.tv, 2014. Disponível em: . Acesso em: 20 dez 2016.

BELTRÃO, R. E.; NOGUEIRA, F. A. A Pesquisa Documental nos Estudos Recentes em Administração Pública e Gestão Social no Brasil. In: XXXV Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, 2011, Rio de Janeiro, RJ. Anais... Rio de Janeiro/RJ: ANPAD, 2011.

BONAZZI, F. L. Z.; MEIRELLES, D. S. Modelo de Negócio: uma Abordagem Evolutiva no Setor de SVA sob a Ótica do Método Canvas. Revista Ibero-Americana de Estratégia, v. 14, n. 3, p. 32-48, 2015.

BONAZZI, F. L. Z.; ZILBER, M. A. Inovação e Modelo de Negócio: um estudo de caso sobre a integração do Funil de Inovação e o Modelo Canvas. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, v. 16, n. 53, p. 616-637, 2014.

BRIGATTO, G. Serviço de vídeo Netflix chega a 2,2 milhões de usuários no Brasil Por Gustavo. Valor Econômico, 2015. Disponível em: . Acesso em: 25 nov 2016.

BROCHET, Francois; SURAJ, Srinivasan; MICHAEL, Norris. Netflix: Valuing a New Business Model. Harvard Business School Case. August 2012. (Revised January 2013).

CASADESUS-MASANELL, R.; RICART, J. E. From strategy to business model and to tactics. Long Range Planning, v.43, p. 195-215, 2010.

CAVALCANTI, G.; LIMA, C.; LUCIAN, R. O modelo de Negócio Netflix: Uma análise da manutenção do interesse nas estratégias de divulgação da série House of Cards. In: XVI Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste, 2014, João Pessoa, PB. Anais... João Pessoa/PB: Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, 2014.

CHATTERJEE, S.; CARROL, E.; SPENCER, D. Netflix. Richard Ivey School of Business. Ontario, Canada: Ivey Publishing, 2010.

COSTA, F. V.; MEIRELLES, D. S. O modelo de negócios de uma empresa do setor automotivo. In: XV SemeAd – Seminários em Administração, 2012, São Paulo,SP. Anais... São Paulo/SP: FEA/USP – Departamento de Administração, 2012.

ELLIS, Nick. ‘Brasileiros gostam de coisas diferentes’, diz diretor da Netflix. Techtudo, 2012. Disponível em: . Acesso em: 29 nov 2016.

EXAME.COM. Netflix diz que está em negociações com parceiros na Bélgica. 2014. Disponível em: . Acesso em: 29 nov 2016.

FELTRIN, R. Netflix fatura R$ 1,1 bi no Brasil e ultrapassa o SBT. 2016. UOL. Disponível em: < http://tvefamosos.uol.com.br/noticias/ooops/2016/01/11/netflix-fatura-r-11-bi-no-brasil-e-ultrapassa-o-sbt.htm>. Acesso em: 25 nov 2016.

FERRARESI, A. A.; SANTOS, S. A. Inteligência empresarial e gestão do conhecimento como praticas de suporte para a decisão estratégica. Revista de Administração e Inovação, v. 3, n. 1, p. 102-114, 2006.

FRIEDLAND, J. Brasileiros gostam de coisas diferentes’, diz diretor da Netflix. Techtudo, 2012. Disponível em: . Acesso em: 29 nov 2016.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1991.

GODOY, A. S. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas, v. 35, n. 3, p. 20-29, 1995.

HEMEL, Z. O modelo de implantação da Netflix: Devops na veia e resiliência extrema. Infoq Brasil, 2013. Disponível em: . Acesso em: 19 jul 2014.

JANUZZI, F. Panorama da distribuição do conteúdo audiovisual no Brasil e as suas novas janelas: estudo de caso da Netflix. 2012. 77 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Comunicação digital) – Universidade de São Paulo – USP, São Paulo, 2012.

LAKATOS, E. M. MARCONI, M. A. Fundamentos de Metodologia científica. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2001.

MACEDO, M. A. et al. Business Model Canvas: a construção do modelo de negócios de uma empresa de móveis. In: X SEGeT – Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia, 2013, Resende, RJ. Anais... Resende/RJ: AEDB – Associação Educacional Dom Bosco, 2013.

MAGRETTA, Joan. Entendendo Michael Porter: o guia essencial da competição e estratégia. São Paulo: HSM Editora, 2012.

NETFLIX. Site da empresa. 2016. Disponivel em:< https://www.netflix.com/br/>. Acesso em 25 nov 2016.

OROFINO, M. A. R. Técnicas de criação do conhecimento no desenvolvimento de modelos de negócio, 2011. 168 f. Dissertação (Pós-graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC.

OSTERWALDER, A. The Business Model Ontology: A Proposition in a Design Science Approach. 2004. 169f. Tese (Doutorado). École dês Hautes Études Commerciales, Université de Lausanne. Lausanne, Suisse, 2004.

OSTERWALDER, A.; PIGNEUR, Y. Business Model Generation – Inovação em Modelos de Negócios: um manual para visionários, inovadores e revolucionários. Rio de Janeiro, RJ: Alta Books, 2011.

PIROPO, B. AOL x Netflix. Techtudo, 2013. Disponível em: < http://www.techtudo.com.br/artigos/noticia/2013/05/aol-x-netflix.html>. Acesso em: 19 nov 2016.

PORTER, M. E. Vantagem Competitiva: Criando e sustentando um desempenho superior. Rio de Janeiro: Elsevier, 1989.

ROCHA, W; BORINELLI, M. L. Análise Estratégica de Cadeia de Valor: um estudo exploratório do segmento indústria – varejo. Revista Contemporânea de Contabilidade, v.1, n. 7, jan./jun., 2007.

ROSA, J. A; MARÓSTICA, E. Modelos de Negócios: Organizações e Gestão. São Paulo: Cengage Learning, 2012.

SANTINO, R. Netflix alcança 81 milhões de assinantes pelo mundo. 2016. Olhar Digital Pro. Disponível em: Acesso em: 25 nov 2016.

SCHNEIDER, S; SPIETH, P. Business Model Innovation: towards an integrated future research agenda. International Journal of Innovation Management, v. 17, n. 1, p. 34, 2013.

SciELO. Scientific Electronic Library Online. Retrieved from www.scielo.br, 2016.

SERRANO, F. Como o modelo da Netflix serve de exemplo para novos negócios. Estadão, 2012. Disponível em: < http://blogs.estadao.com.br/filipe-serrano/como-o-modelo-da-netflix-serve-de-exemplo-para-novos-negocios/>. Acesso em: 19 nov 2016.

TEIXEIRA, L. C. M.; LOPES, H. E. G. Aplicação do modelo canvas para o modelo de negócios do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. Revista Gestão & Tecnologia, v. 16, n. 2, p. 73-99, 2016.

VELLOSO, F. Netflix dobra os seus lucros em 2014 e atinge 50 milhões de usuários. Tecmundo, 2014. Disponível em: . Acesso em: 28 nov 2016.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 5. Ed. São Paulo: Atlas, 2004.

ZOTT, C.; AMIT, R.; MASSA, L. The business model: Recent developments and future research. Journal of Management, v. 37, n. 4, p. 1019–1042, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Eletrônica Científica do CRA-PR - RECC

##submission.license.cc.by4.footer##